livpadrao

Musculação e Emagrecimento

Publicado em

Cada vez mais aparecem dietas e modelos de treinamento oferecendo resultados milagrosos para obtenção do peso ideal. Pela maioria dos profissionais da área da saúde os exercícios aeróbios são indicados para a perda de peso. No entanto, a musculação pode ser indicada como uma forma de exercício para auxiliar no processo de emagrecimento.

Para ficar com músculos definidos é importante diminuir o percentual de gordura e também hipertrofiar os músculos.

A musculação ajuda a emagrecer porque pode proporcionar um balanço energético negativo, o que significa que o seu gasto energético diário é maior que a ingestão. Por exemplo: gastar 2000 calorias por dia com suas atividades cotidianas mais a atividade física e ingerir 1800 calorias, causando uma diferença de 200 calorias. Esta diferença causa uma diminuição de gordura corporal. Um treinamento na musculação, de forma intensa, promove um gasto calórico médio de 7,2 calorias por minuto. Neste caso, uma sessão de 60 minutos pode promover um gasto de 432 calorias.

Aumento de massa magra (hipertrofia muscular).

Um músculo bem trabalhado tem sido o objetivo de vários praticantes de exercícios físicos. A musculação é uma excelente forma de desenvolver os músculos, pois é possível isolar grupos específicos e aumentar a carga para proporcionar novos resultados.

Aumento da taxa metabólica de repouso (TMR).

Com o aumento da massa muscular, pode ser possível aumentar também a TMR, gastando maior quantidade de energia em repouso. Mais uma vez o controle alimentar é importante no processo de emagrecimento.

Manutenção da massa magra.

Durante um programa de emagrecimento promovido através de dieta com baixas calorias, perde-se gordura corporal, mas perde-se também massa muscular. A musculação nestes casos favorece a manutenção da massa magra. Com a perda da massa muscular, perde-se também a força e há também uma diminuição da taxa metabólica de repouso (TMR). Uma diminuição da TMR significa diminuir seus gastos calóricos diário, aumentando assim o peso e a gordura corporal.

Anabolismo e Catabolismo

Para que se obtenha um bom resultado com a prática da atividade física é de extrema importância que sejam respeitados alguns princípios básicos do treinamento, visando uma melhora das qualidades físicas e, assim, evitando efeitos indesejáveis no nosso corpo.

A seguir, entenderemos um pouco mais sobre dois processos fundamentais para que se obtenha bons resultados, são eles: Anabolismo e Catabolismo .

Catabolismo (metabolismo destrutivo) : é o processo de degradação ou “destruição” de moléculas mais complexas, tornando-as moléculas mais simples.

Anabolismo (metabolismo construtivo) : é o inverso do catabolismo, ou seja, faz o processo de construção ou regeneração de moléculas mais complexas através de outras mais simples, que foram degradadas durante a fase de catabolismo.

Ao contrário do que se pode pensar, é literalmente durante o descanso que nós “crescemos” a musculatura, ou melhor, é nesse período que completamos o “ciclo” entre anabolismo e catabolismo . Quando iniciamos qualquer tipo de atividade física, seja ela de forma aeróbia (corrida, caminhada, etc.) ou anaeróbia (musculação) damos início a um processo chamado de CATABOLISMO, que provoca a “destruição” de grandes moléculas (carboidratos, lipídios e proteínas) tornando-as mais simples. Em treinos de longa duração ocorre de forma mais elevada o catabolismo muscular, o que deve ser evitado, pois é mais fácil prevenir o catabolismo excessivo do que tentar recuperar seus “danos”.

Depois de praticada a atividade física, durante a fase de “descanso” do nosso corpo terá início o anabolismo, ou seja, a reconstrução do que foi “destruído” provocando uma supercompensação anabólica (será recuperado um pouco a mais do que se tinha anteriormente) é nessa hora que se “cresce”. Então podemos afirmar que tão importante quanto treinar é descansar para que se complete o ciclo entre catabolismo e anabolismo. Respeitando esses princípios, os resultados aparecerão, basta ter disciplina aliada a um treino adequado e uma boa alimentação.

O que eu treino primeiro: musculação ou aeróbio?

O grande segredo está em organizar seus treinos respeitando o objetivo principal.

Fase um:

Meu objetivo principal é aumentar a massa magra (hipertrofia muscular).

Neste caso recomenda-se realizar o treino de força primeiro por ser prioritário, seguido do treino aeróbio, porque após um treino aeróbio, o músculo, pode estar cansado para responder de forma eficiente ao treinamento de força, afetando negativamente a hipertrofia desejada.

Importante!

Indivíduos bem treinados podem ter melhores resultados na hipertrofia muscular reduzindo o treino aeróbio.

Fase dois:

Meu objetivo é melhorar a resistência aeróbia.

Recomenda-se realizar o treino aeróbio inicialmente, complementando seu treino de musculação. Porém, quando seu treino for enfatizado para membros inferiores, a realização do treino aeróbio pode ficar comprometida, devido à falta de estoque de glicogênio (energia muscular).

Dicas importantes!

Para melhorar seus resultados, treine, descanse e se alimente bem. Sua recuperação após os treinamentos depende de um bom descanso e uma boa alimentação.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>